Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas do senhor Absinto

o dia a dia de alguém do Norte, absolutamente desNorteado

Crónicas do senhor Absinto

o dia a dia de alguém do Norte, absolutamente desNorteado

Qui | 06.12.18

no Irmão de Absinto e suas Qualidades

senhor Absinto . obrigada
hello!

Absinto tem um irmão, Jacinto de seu nome e porte.

vou contar histórias juntos,segue assim, 

1.quando éramos "piquenos", 

nas férias grandes como eram grandes (escolares), 

pintávamos a "manta"

2.iamos para uma terra Cristâ, devota a São Bento e brincávamos "à grandes férias"

por exemplo, os primos eram absolutamente selvagens livres no sentido humanitário.

3.então era enquanto "piquenos", 

e num Rio Cristalino que era, com peixes para apanhar e comer, 

...brincar e nadar no Rio, 

... andar de Barco no Rio, 

... saltar da prancha no Rio, 

... lavar  Roupa no Rio, 

... Rir no rio e Chorar no Rio, 

... namoriscar no Rio, 

... Pick-Nick no Rio, 

, ... sempre diferente e sempre sádio.

4.o Rio era o ponto de encontro, 

a Igreja Matriz e seu Convento, 

a Escola Agricola e as suas Festas ao seu Santo, 

... a Cooperativa, 

, ... o Parque e a Casa de Chá, 

5.ai tantas vezes te sonhei ó Justiça, 

apelai ao meu Jacinto, 

para que recupere tudo quanto São Rafael sabe bem, 

pois é de seu direito e nobreza adquirir por milagre.

 

Lembras.te Jacinto, 

quando brincávamos ao Dardo, 

para ir nas Festas ganhar os Prémios, 

e te acertei no Braço? e tu me acertas-te na Perna?

Era o tempo das Férias Grandes, e o tempo do Ling Chung.

 

boa Noite, 

"Histórias de quando as crianças eram Crianças,

para mais tarde serem Adultos,

e mais Tarde Velhos na sua eterna Sabedoria, 

 

Além, 

"ó Absinto, fecha a Janela!!!, já te disse, e eu anuo", sempre antes de explodir.

 

vosso, A.